Notícias L&F

Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Aprovada lei que exige a contratação para seguro obrigatório veículos de aplicativo. Sancionada e publicada no Diário Oficial da União, a lei que regulamenta os serviços de transporte por aplicativos com. A Lei 13.640/2018 foi divulgada sem vetos e já está em vigor.

Agora, os municípios e distrito federal, terão competência exclusiva para monitorar e regulamentar os serviços de transporte. Ficarão responsáveis também pela cobrança de tributos municipais e por cobrar a aquisição do seguro de Acidentes Pessoais a Passageiros (APP), além da inscrição do motorista como contribuinte individual do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A Lei nº 13.640/2018 também trouxe algumas exigências pessoais ao motorista que trabalha com os serviços de transporte por aplicativo. Assim, os motoristas de Uber e similares deverão:

1- O condutor terá que possuir CHN na categoria B ou superior com a informação de que exerce a atividade remunerada

2- Conduzir um veículo que atenda aos requisitos de idade máxima e às características exigidas pela autoridade de trânsito e pelo governo. Exs: exigência de que o veículo tenha um limite máximo do ano de fabricação, que tenha adesivo ou uma placa removível do aplicativo no para-brisas etc.

 

3- O motorista deverá manter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

4- Apresentar certidão negativa de antecedentes criminais.

Quem não cumprir as regras será classificado como atuante ilegal. Não será necessária autorização prévia emitida pelo poder público municipal para o motorista de aplicativo. Também não há obrigatoriedade do motorista ser o proprietário, fiduciante ou arrendatário do veículo, assim como a de usar placa vermelha.

faça uma simulação, converse agora comigo pelo WhatsApp (35) 9 8898-4844

importante atentar para alguns fatos, uma vez que não existe uma definição de valores de cobertura. Atendendo alguma motoristas para emissão deste tipo de seguro, tenho observado uma tendência de contratação de coberturas mais baixas, com um custo anual médio de R$ 86,00 apenas a exigência de contratação do seguro, não com o intúito de se proteger e proteger seus passageiros.

Um exemplo de acidente ocorrido com um ex BBB, onde os valores de indenização contratados não foram suficientes para atender as intervenções necessárias para a recuperação do passageiro. Traz a reflexão sobre a necessidade de contratar garantias maiores, diante dos riscos, tendo em vista que o custo de contratação dessa modalidade de seguro é bem acessível.


Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Aprovada lei que exige a contratação para seguro obrigatório veículos de aplicativo. Sancionada e publicada no Diário Oficial da União, a lei que regulamenta os serviços de transporte por aplicativos com. A Lei 13.640/2018 foi divulgada sem vetos e já está em vigor. Agora, os municípios e distrito federal, terão competência exclusiva para monitorar e regulamentar os serviços de transporte. Ficarão responsáveis também pela cobrança de tributos municipais e por cobrar a aquisição do seguro de Acidentes Pessoais a Passageiros (APP), além da inscrição do motorista como contribuinte individual do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A Lei nº 13.640/2018 também trouxe…
Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Iniciamos nosso trabalho fazendo consultoria para micros e pequenos empreendedores de forma gratuita, em segmentos específicos, observarmos que as empresas não tinham o mínimo de orientação sobre obrigatoriedades previstas em Convenções Coletivas. Usamos a estratégia da consultoria gratuita, com objetivo de apresentar um de nossos produtos como solução, resolvendo um problema do cliente e melhorando nossas vendas. Neste trabalho, identificamos que a maioria das empresas estavam fora dos padrões exigidos ou o que é pior, alguns não atendia nenhum requisito previsto nas Convenções Coletivas de suas respectivas categorias. Ficando sujeitas a aplicação de multas e indenizações. Como os casos de…
Principal Condutor

Principal Condutor

O Conceito do Principal Condutor : é a pessoa que utiliza o veículo a maior parte do tempo (mínimo 5 dias da semana), ainda que outras pessoas possam, em situações eventuais (no máximo 2 dias por semana), também utilizá-lo. Se várias pessoas utilizarem o veículo mais de dois dias por semana, o segurado deverá contratar como Principal Condutor, a pessoa mais jovem. Eventual divergência poderá acarretar a perda do direito à indenização.        Segurado contratante deste seguro é responsável por informar à seguradora quem é o principal condutor do veículo segurado, ficando expressamente ciente que se o condutor…
Como funciona a franquia do seguro.

Como funciona a franquia do seguro.

Todo contrato de seguro tem franquia, mesmo quando tem cláusula de isenção de franquia, ela está descrita na apólice. Vamos detalhar esta questão mais a frente, veja como funciona a franquia do seguro. Franquia é a participação do segurado nos prejuízos causados por colisão do veículo segurado. Só é possível acionar o seguro para reparo do seu veículo segurado, se o orçamento ultrapassar a franquia. Neste caso a seguradora só paga o que excede do valor da franquia e o segurado paga a franquia. Ex: Prejuízo apurado para reparo do veículo segurado de R$ 3.500,00. Franquia do contrato de R$…

Escrito por Marcelo Figueiredo Em Notícias L&F, 0 comentários
Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Iniciamos nosso trabalho fazendo consultoria para micros e pequenos empreendedores de forma gratuita, em segmentos específicos, observarmos que as empresas não tinham o mínimo de orientação sobre obrigatoriedades previstas em Convenções Coletivas. Usamos a estratégia da consultoria gratuita, com objetivo de apresentar um de nossos produtos como solução, resolvendo um problema do cliente e melhorando nossas vendas.

Neste trabalho, identificamos que a maioria das empresas estavam fora dos padrões exigidos ou o que é pior, alguns não atendia nenhum requisito previsto nas Convenções Coletivas de suas respectivas categorias. Ficando sujeitas a aplicação de multas e indenizações. Como os casos de multas e indenizações não são muito recorrentes, esse tipo de assunto não e muito difundido, mas uma situação passível de aplicação dessas multas, pode ser determinante para encerrar as atividades da empresa, caso isso ocorrera, podendo causar um rombo nas contas, portanto é um risco eminente.

Depois de um bom tempo fazendo esse trabalho, juntamente com o aprimoramento da nossa própria gestão, neste período, procuramos e  não achamos um modelo de desenvolvimento, onde numa única jornada conseguia definir objetivos, criar controles, processos, coletar informações para definir estratégias, desenvolver a liderança e elaborar planejamentos. Foi ai que identificamos uma nova oportunidade de negócio, a capacitação dos empreendedores para que eles adquiram o conhecimentos e competências necessárias para uma gestão mais consciente, com maior organização e planejamento, elaborando um projeto de crescimento.

Tivemos muito trabalho no começo, porque sempre achava-mos um tipo de capacitação pontual e específica,  o que solucionava uma única questão e não nos fornecia um conhecimento mais amplo da empresa, eram remédios pontuais para solucionar uma única questão específica, não tinha uma jornada de conhecimento que nos possibilitava ter essa visão ampla. Possibilitando criar uma estrutura na gestão, desenvolver um PROJETO DE CRESCIMENTO, para depois, possibilitar a busca por novas competências e ferramentas para aprimorar nossos conhecimentos nos pontos específicos, possibilitando os micros e pequenos a darem um salto de desenvolvimento.

Aproveitamos a experiência que tivemos nesses desafios e conhecimentos adquiridos nessa nossa jornada, nos cursos de capacitações, as novas competências que fomos obrigados desenvolver. Pegamos tudo esse conteúdo e transformamos isso numa nova experiencia, numa metodologia para propiciar aos empreendedores o desenvolvimento de um PROJETO DE CRESCIMENTO.  Após muitas experiências, aplicamos essa metodologia individualmente, colhemos ótimos resultados, aprendemos juntos e agora estamos tentando escalar a oferta desta solução. Venha você também fazer parte deste grupo de pessoas que estão buscando desenvolvimento pessoal e profissional, é uma oportunidade sem risco, onde você pode passar por uma experiência, avaliar se é esse tipo de solução que está procurando para depois fazer o investimento, certo de que é realmente o que você precisa.

Veja abaixa os principais pontos a serem abordados:

CURSO COM FOCO EM: Objetivos Controles Marketing Liderança Planejamento
PRINCIPAIS TÓPICOS – Alinhar missão visão e valores.

– Metas

– Curto, médio e longo prazo.

– Processos internos

– Processos de controles

–  Processos Gerenciais

– Importância

-Mensuração

– Tipos de canais

– Auto conhecimento

– Resiliência

– Produtividade

Curto Médio e longo prazo
MATERIAL E METODO Ferramentas de gestão e Coaching Ferramentas de gestão, formulários e sistemas – Segmentação

– Tipos de ferramentas

-Neurociência

-Ferramentas de coaching

-Planilha Exel

-Estratégias

-Prazos e custos

MODALIDADE

ONLINE

Plataforma de treinamento online, com controle de acesso na jornada de capacitação. Aulas ao vivo para dúvidas, após a conclusão de cada módulo.
Ainda tem dúvidas, converse agora comigo pelo WhatsApp (35) 9 8898-4844
Escrito por Marcelo Figueiredo Em Notícias L&F, 0 comentários
Como funciona a franquia do seguro.

Como funciona a franquia do seguro.

Todo contrato de seguro tem franquia, mesmo quando tem cláusula de isenção de franquia, ela está descrita na apólice. Vamos detalhar esta questão mais a frente, veja como funciona a franquia do seguro.

Franquia é a participação do segurado nos prejuízos causados por colisão do veículo segurado. Só é possível acionar o seguro para reparo do seu veículo segurado, se o orçamento ultrapassar a franquia. Neste caso a seguradora só paga o que excede do valor da franquia e o segurado paga a franquia.

  • Ex: Prejuízo apurado para reparo do veículo segurado de R$ 3.500,00. Franquia do contrato de R$ 1.500,00. Seguradora vai pagar para a oficina, o valor de R$ 2.000,00 e segurado paga a franquia R$ 1.500,00 , totalizando o valor de R$ 3.500,00, que é igual ao prejuízo apurado para o reparo do veículo. Caso o orçamento de reparo fique inferior ao valor da franquia, não é possível acionar o seguro para reparo do veículo segurado.

Cada modelo de veículo tem um valor diferente de franquia, ela é calculada de acordo com o risco e valor de reposição de peças do veículo. Existem algumas modalidades diferentes de franquias, a normal, reduzida, majorada e 100%  de isenção de franquia no primeiro sinistro. Em todos os casos é necessário que os danos apurados no veículo ultrapassem o valor da franquias para acionar o seguro. Veja os tipos diferentes de franquias:

  • Franquia normal, é o valor calculado pela seguradora, de acordo com os índices de risco de determinado            modelo e valores de reposição de peças. Definindo assim o valor de participação do segurado na apólice.
  • Franquia reduzida, aplica 50% de desconto na franquia normal, diminuindo a participação do segurado, nos prejuízos indenizáveis. Consequentemente gera um pequeno acréscimo no custo do seguro.
  • Franquia majorada, aplica um acréscimo de 100% sobre o valor da franquia normal,  aumentando a participação do segurado num eventual prejuízo, consequentemente reduzindo o custo de seguro.
  • Franquia com 100% de desconto, existe a definição do valor de franquia na apólice, porem ela não é cobrada do segurado no primeiro sinistro, seguradora paga 100% do prejuízo apurado, sem descontar nada. Quando o prejuízo apurado fica inferir ao valor da franquia, não há indenização por parte da seguradora.

Importante salientar que, danos a terceiros, furto, roubo, indenização integral (PT) e assistência 24h., não existe cobrança de franquia, neste caso, a indenização é paga integralmente, 100% pago pela seguradora, sem desconto de franquia. Pode acontecer de ocorrer um acidente envolvendo outro veículo, onde o segurado foi o responsável, causando pequenos danos aos dois veículos, com valores de reparo dos dois veículos inferior a franquia, neste caso é possível acionar o seguro apenas para conserto do carro do terceiro, porque para esta cobertura não tem cobrança de franquia. Como citei acima,, em alguns casos que não exitem cobrança de franquia, danos a terceiros é um desses casos.

A franquia só é cobrada quando o veiculo segurado vai para oficina fazer reparo, o segurado tem que pagar a franquia no término do serviço, no ato da retirada do veículo de dentro da oficina, é quando será feito o pagamento da franquia, diretamente para a oficina que concluiu o serviço. O restante é pado pela seguradora a oficina, mediante a emissão e envio de nota fiscal do total do serviço realizado.

Ainda ficou com alguma dúvida? Converse agora comigo pelo WhatsApp (35) 9 8898-4844

Algumas cláusulas do contrato de seguro com garantias específicas como a cláusula de vidros, para-choques, martelinho de ouro e pequenos arranhões, tem cobranças de franquias diferenciadas, costumam ser bem menores que a franquia de colisão. São cláusulas adicionais que podem ser contratadas, e quando acionamos o seguro somente para esses pequenos danos previstos em contrato, eles tem uma franquia bem menor que a franquia de colisão, para viabilizar esses pequenos reparos.

Pessoas que leram este material também se interessaram por:

Escrito por Marcelo Figueiredo Em Notícias L&F, Seguro Auto, 0 comentários
Fraudes no seguro de veículo

Fraudes no seguro de veículo

Nas condições gerais do seguro, estão descritas diversas situações que caracterizam fraudes no seguro de veículo. As mais comuns são 05, entre outras situações sujeitas a recusa de pagamento. As 05 principais fraudes são:

1- Perfil do Condutor Principal

No seguro auto, este é certamente o “jeitinho” mais utilizado. Isso porque o perfil de determinadas faixas etárias influenciam bastante no preço do seguro auto. Além de ser mais usual, também é o mais difícil de averiguar na hora do sinistro e, sob o ponto de vista jurídico, uma vez que o seguro é um contrato de boa fé, ou seja, pressupõe-se a confiança nas informações prestadas.                                                                                                                                          Sendo assim, é comum o segurado informar que quem mais dirige é a esposa ou a mãe, pois nesse caso há desconto. É papel do corretor levantar as informações reais e alertar o segurado sobre a possibilidade de a seguradora detectar a informação divergente. Nesse caso, o sinistro poderá ser recusado.

2- Tipos de uso do veículo: particular, comercial ou aplicativos

Esse também é um tipo de fraude, se for informado algo diferente do contexto real. Ora, todo profissional de seguros sabe que se o carro é usado para fins comerciais, o cliente está mais exposto ao risco. Logo, o seguro auto ficará mais caro se comparado ao uso particular.                                                                                                                                              No caso de aplicativos, é necessário informar que o carro está sendo utilizado para a atividade comercial (aplicativo). Isso porque, nessas situações, o veículo é ainda mais exposto ao risco. É dever do corretor esclarecer essa informação para o segurado e, mais uma vez, alertá-lo sobre a perda da cobertura caso a seguradora detecte a divergência na informação.

3- Inversão de Responsabilidade

No Seguro Auto, essa é a fraude mais comum. Os envolvidos em um acidente de trânsito verificam se têm seguro, e caso o causador não tenha, eles acordam entre si que a apólice do segurado seja acionada, e o que não tem, ficará com o pagamento da franquia. No entanto, é preciso ficar claro por parte do corretor de seguros, na hora de acionar o sinistro, que haverá perda de bônus e o segurado pagará mais caro na renovação.                                                              É difícil a seguradora descobrir esse combinado, pois até o boletim de ocorrência é fraudado, uma vez que os envolvidos acabam por fazê-lo depois, sendo que a polícia dificilmente se direciona ao local para fazer a verificação, em virtude da quantidade de acidentes, exceto em caso de vítimas.

4- Garagem para guarda do veículo

Informar no seguro auto que o veículo ficará em garagem nos locais onde o segurado permanece a maior parte do tempo (casa, trabalho ou onde estuda) e, na realidade, não existir uma garagem, também influencia no preço do seguro.                                                                                                                                                                                          Mais uma vez, o cliente pode ser responsabilizado em perda de cobertura se a seguradora descobrir. Esse tipo de informação é extremamente comum e deve ser evitada, considerando a realidade do segurado, ocasionando a recusa de pagamento.

5- Endereço do condutor

Todo questionário de perfil da seguradora solicita CEP de pernoite e endereço do segurado no seguro auto. Todo lugar tem algumas áreas onde o seguro fica consideravelmente mais caro em função do risco da região. Aproveitar-se disso ao colocar endereço diferente do real também é uma fraude no seguro de veículo.                                                      O corretor é responsável por ajudar o segurado na condução correta das informações do seguro. O ideal é sempre formalizar as orientações perante o segurado.

Clique aqui e faça agora uma simulação de Seguro Auto. Voce merecem essa segurança e tranquilidade

O Seguro Auto é um dos segmentos que mais tem enfrentado mudanças nos últimos anos. Em vários aspectos, a tecnologia tem auxiliado esse mercado e polarizado ainda mais a venda e oferta do mesmo, mas quando o assunto é atendimento pós-venda ou sinistro, o Corretor de Seguros é essencial, na orientação dos segurados sobre cláusulas contratuais, suas consequências e benefícios. A tecnologia tem um papel importante na facilitação de acesso e contratação, entretanto, a mesma tecnologia também está em constante evolução e auxiliará as seguradoras no monitoramento e acompanhamento de hábitos no trânsito. À medida que esse desenvolvimento fica mais efetivo, o seguro pode baratear, mas também vai expor as informações camufladas para diminuir o custo das apólices, que podem ficar perceptíveis, facilitando para as seguradoras identificarem esses aspectos considerados fraudes mais comuns no seguro veículo, implicando no pagamento do futuro sinistro.

Portanto, muita atenção ao contratar um seguro, leia atentamente o perfil, de preferência consulte um corretor, ele vai saber te orientar sobre todos os aspectos que podem comprometer um futuro pagamento de sinistro.

Converse agora comigo pelo WhatsApp (35) 9 8898-4844


Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Aprovada lei que exige a contratação para seguro obrigatório veículos de aplicativo. Sancionada e publicada no Diário Oficial da União, a lei que regulamenta os serviços de transporte por aplicativos com. A Lei 13.640/2018 foi divulgada sem vetos e já está em vigor. Agora, os municípios e distrito federal, terão competência exclusiva para monitorar e regulamentar os serviços de transporte. Ficarão responsáveis também pela cobrança de tributos municipais e por cobrar a aquisição do seguro de Acidentes Pessoais a Passageiros (APP), além da inscrição do motorista como contribuinte individual do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A Lei nº 13.640/2018 também trouxe…
Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Iniciamos nosso trabalho fazendo consultoria para micros e pequenos empreendedores de forma gratuita, em segmentos específicos, observarmos que as empresas não tinham o mínimo de orientação sobre obrigatoriedades previstas em Convenções Coletivas. Usamos a estratégia da consultoria gratuita, com objetivo de apresentar um de nossos produtos como solução, resolvendo um problema do cliente e melhorando nossas vendas. Neste trabalho, identificamos que a maioria das empresas estavam fora dos padrões exigidos ou o que é pior, alguns não atendia nenhum requisito previsto nas Convenções Coletivas de suas respectivas categorias. Ficando sujeitas a aplicação de multas e indenizações. Como os casos de…
Principal Condutor

Principal Condutor

O Conceito do Principal Condutor : é a pessoa que utiliza o veículo a maior parte do tempo (mínimo 5 dias da semana), ainda que outras pessoas possam, em situações eventuais (no máximo 2 dias por semana), também utilizá-lo. Se várias pessoas utilizarem o veículo mais de dois dias por semana, o segurado deverá contratar como Principal Condutor, a pessoa mais jovem. Eventual divergência poderá acarretar a perda do direito à indenização.        Segurado contratante deste seguro é responsável por informar à seguradora quem é o principal condutor do veículo segurado, ficando expressamente ciente que se o condutor…
Como funciona a franquia do seguro.

Como funciona a franquia do seguro.

Todo contrato de seguro tem franquia, mesmo quando tem cláusula de isenção de franquia, ela está descrita na apólice. Vamos detalhar esta questão mais a frente, veja como funciona a franquia do seguro. Franquia é a participação do segurado nos prejuízos causados por colisão do veículo segurado. Só é possível acionar o seguro para reparo do seu veículo segurado, se o orçamento ultrapassar a franquia. Neste caso a seguradora só paga o que excede do valor da franquia e o segurado paga a franquia. Ex: Prejuízo apurado para reparo do veículo segurado de R$ 3.500,00. Franquia do contrato de R$…
Cód do Rodapé 2

Principal Condutor

Principal Condutor

O Conceito do Principal Condutor : é a pessoa que utiliza o veículo a maior parte do tempo (mínimo 5 dias da semana), ainda que outras pessoas possam, em situações…read more →

 

Escrito por Marcelo Figueiredo Em Notícias L&F, 0 comentários
Cobertura ideal para seguro vida.

Cobertura ideal para seguro vida.

Como definir cobertura ideal para Seguro vida? Saiba quais fatores devem ser considerados.                        A contratação de seguro vida é uma forma de planejamento individual e familiar, uma maneira de prevenir-se contra imprevistos, mantendo padrões de vida, segurança financeira e tranquilidade emocional.

As modalidades de seguros tem mais garantias de indenização em vida do que para morte. Veja alguns exemplos de cláusulas com indenizações em vida.

Invalidez permanente total ou parcial por acidente Garante indenização no caso de limitações, perdas de membros, de movimentos causados por acidente.

Invalidez permanente total ou parcial por doença Garante indenização no caso de limitações causadas por uma doença

Diagnóstico de doenças graves   Antecipação da indenização no caso de um diagnóstico de câncer, você receber em vida a indenização, que te possibilita custear um tratamento adequado, ou no caso de outras doenças que necessite fazer transplante ou tratamentos de alto custo.

Diária de Interrupção de Trabalho – DIT  Paga os dias parados em função de doença ou acidente que obrigue a se afastar do trabalho temporariamente.

Despesas Médico Hospitalares – DMH Paga despesas médicas e hospitalares no caso de internação hospitalar, até o limite de indenização contratado.

O seguro pode ser contratado a partir dos 18 anos de idade. É mais comum a contratação quando a pessoa passa a ser o provedor ou provedora de família. O importante é identificar suas necessidades e riscos para optar pela apólice que contemple as coberturas mais adequadas ao seu cenário atual.

Quer saber quais as garantias ideais para você? Clique aqui e converse agora comigo pelo WhatsApp (35) 9 8898-4844

 

Qual o valor ideal da indenização? Veja algumas questões que devemos considerar para chegar ao valor:

  • Tem reservas que possibilitem custear um tratamento longo, que exija a contratação de profissionais especializados?
  • Se você sofrer um acidente ou contrair uma doença que imponha limitações, consegue ter a mesma renda e manter o padrão de vida?
  • Na sua falta, como manter o mesmo padrão de vida familiar? Esse fato pode impor limitações que vão afetar rendimento familiar?
  • Se não puder mais trabalhar ou falecer? Terá dificuldades para custear, educação dos filhos como escola, faculdade, planos de saúde e outras despesas?
  • Se você deixar um patrimônio, quanto deve deixar em caixa para custear o inventário?
  • O valor de contribuição para INSS representa o valor equivalente aos seus rendimentos atuais? Independentemente dos valores descontados no seu salário, lembramos que a aposentadoria tem limite de até 05 salários mínimos. Se você recebe mais de 05 salários essa regra afeta o rendimento na aposentadoria, no pagamento de pensão ou na invalidez. Para os autônomos a diferença entre os rendimentos e aposentadoria podem ser ainda maiores, causando impacto no seu rendimento e da na família.

Ao estabelecer um objetivo para a contratação de seguro, entenda como calcular o valor da indenização necessária. Para isso, deve-se levar em conta as despesas a serem cobertas na ausência do responsável financeiro, por exemplo: valor da renda mensal, quanto ela representa em % no rendimento familiar, valor de contribuição para INSS, quanto receberá no caso de invalidez ou pensão por morte. Caso tem despesas com filhos, mensalidade escolar, aluguel, alimentação, contas de consumo, planos de saúde e etc. O ideal é ter garantias para que você ou sua família não percam o padrão de vida em situações imprevistas que causam limitações ou ausência dos provedores da família ou ausência de um deles.
Outra questão que deve ser levantada, para quem tem patrimônio, Ex. patrimônio de R$ 1.000.000,00, situação que haverá necessidade de inventário, os custos ficam no mínimo 10% até 17% do valor patrimonial, é nesse momento difícil a família tem que ter uma quantia mínima de R$ 100.000,00 em dinheiro para custear esse processo. Se tiver filhos menores a situação fica ainda mais complicada, porque a parte que lhes cabe só pode ser sacada após completarem 18 anos. Como custear o inventário, mante-se ou aos filhos, sem afetar o padrão de vida? Quem tem hoje em dia, a quantia financeira disponível, igual ou superior a 10% do seu patrimônio? Como é possível garantir o padrão de vida dos seus dependentes? É nesses momentos difíceis que o seguro ampara a família.

É fundamental alertar para a importância de indicar na apólice, quem serão os beneficiários do seguro, ou seja, quem vai receber a indenização e qual o percentual. Quando não é feita essa especificação, metade do valor da indenização é paga ao cônjuge, o restante aos filhos do segurado, obedecida a seguinte ordem. 50% cônjuge, demais para os filhos. Na falta da esposa, tudo para os filhos, na falta de esposa e filhos, os pais, por último os irmãos.

Clique aqui e faça agora uma simulação de Seguro. Você e sua família merecem segurança e tranquilidade

Veja a cobertura ideal para seguro vida, de acordo com cada perfil, algumas são essenciais:

  • Solteiro ou separado sem filhos – Cobertura de acidentes pessoais, invalidez permanente parcial ou total, podendo incluir também Diagnóstico por doenças graves, Diária por interrupção de trabalho se for autônomo e Despesas médico hospitalares se não tiver plano de saúde.
  • Solteiro ou separado com filhos – Cobertura de morte por qualquer causa, invalidez permanente parcial ou total. Acrescente ao valor de indenização uma quantia para ajudar a custear as despesas com educação dos filhos. Podendo incluir também Diagnóstico por doenças graves, Diária por interrupção de trabalho se for autônomo e Despesas médico hospitalares se não tiver plano de saúde e cobertura de auxilio funeral.
  • Casado sem filhos –  Cobertura de morte por qualquer causa,  invalidez permanente parcial ou total. Podendo incluir também Diagnóstico por doenças graves, Diária por interrupção de trabalho se for autônomo e Despesas médico hospitalares se não tiver plano de saúde e cobertura de auxilio funeral.
  • Casado com filhos – Cobertura de morte por qualquer causa, invalidez permanente parcial ou total. Acrescente ao valor de indenização uma quantia para ajudar a custear as despesas com educação dos filhos. Podendo incluir também Diagnóstico por doenças graves, Diária por interrupção de trabalho se for autônomo e Despesas médico hospitalares se não tiver plano de saúde e cobertura de auxilio funeral.
  • Para quem tem patrimônio – Considerar no cálculo de indenização quantia equivalente as despesas com inventário. As demais coberturas como morte, invalidez o parâmetro para chegar ao valor de cobertura, deve ser considerada a renda equivalente ao período mínimo de 03 a 05 anos de rendimento. Ou seja multiplicar a renda mensal por 36 a 60 vezes.

Faça agora uma simulação de Seguro Vida. Você e sua família merecem segurança e tranquilidade

 


Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Seguro obrigatório veículos de aplicativo

Aprovada lei que exige a contratação para seguro obrigatório veículos de aplicativo. Sancionada e publicada no Diário Oficial da União, a lei que regulamenta os serviços de transporte por aplicativos com. A Lei 13.640/2018 foi divulgada sem vetos e já está em vigor. Agora, os municípios e distrito federal, terão competência exclusiva para monitorar e regulamentar os serviços de transporte. Ficarão responsáveis também pela cobrança de tributos municipais e por cobrar a aquisição do seguro de Acidentes Pessoais a Passageiros (APP), além da inscrição do motorista como contribuinte individual do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A Lei nº 13.640/2018 também trouxe…
Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Consultoria para micros e pequenos empreendedores

Iniciamos nosso trabalho fazendo consultoria para micros e pequenos empreendedores de forma gratuita, em segmentos específicos, observarmos que as empresas não tinham o mínimo de orientação sobre obrigatoriedades previstas em Convenções Coletivas. Usamos a estratégia da consultoria gratuita, com objetivo de apresentar um de nossos produtos como solução, resolvendo um problema do cliente e melhorando nossas vendas. Neste trabalho, identificamos que a maioria das empresas estavam fora dos padrões exigidos ou o que é pior, alguns não atendia nenhum requisito previsto nas Convenções Coletivas de suas respectivas categorias. Ficando sujeitas a aplicação de multas e indenizações. Como os casos de…
Principal Condutor

Principal Condutor

O Conceito do Principal Condutor : é a pessoa que utiliza o veículo a maior parte do tempo (mínimo 5 dias da semana), ainda que outras pessoas possam, em situações eventuais (no máximo 2 dias por semana), também utilizá-lo. Se várias pessoas utilizarem o veículo mais de dois dias por semana, o segurado deverá contratar como Principal Condutor, a pessoa mais jovem. Eventual divergência poderá acarretar a perda do direito à indenização.        Segurado contratante deste seguro é responsável por informar à seguradora quem é o principal condutor do veículo segurado, ficando expressamente ciente que se o condutor…
Como funciona a franquia do seguro.

Como funciona a franquia do seguro.

Todo contrato de seguro tem franquia, mesmo quando tem cláusula de isenção de franquia, ela está descrita na apólice. Vamos detalhar esta questão mais a frente, veja como funciona a franquia do seguro. Franquia é a participação do segurado nos prejuízos causados por colisão do veículo segurado. Só é possível acionar o seguro para reparo do seu veículo segurado, se o orçamento ultrapassar a franquia. Neste caso a seguradora só paga o que excede do valor da franquia e o segurado paga a franquia. Ex: Prejuízo apurado para reparo do veículo segurado de R$ 3.500,00. Franquia do contrato de R$…

 

Escrito por Marcelo Figueiredo Em Notícias L&F, Seguro Vida, 0 comentários